Menu

Poemas de ...





Diana Balis

Neblina - 24Jun2018 00:37:23
Tem uma página em branco esperando por mim. Ela me condiciona ao vício de escrever. Porém os assuntos fogem das minhas tremulas mãos. Caem como folhas ao vento e inertes, entre as passagens dos caminhos por onde andei e percorri, uma floresta, uma cachoeira, um rio, uma pedra, um azul e uma partida. Quem me dera pudesse eu, apenas dizer sobre quem parte...Porém, nos lábios vermelhos e aguçados, só posso dizer de mim, e do que fui um dia, a mente que invente algo rompente e com o despropósito de sentimentos. Como se eu conseguisse, como se fosse fugir do vazio que drago na boca da noite, e adentrando a roxa, coxa, e negra dos cerrados sentimentos, cerro os olhos com uma tênue água que cabe no peito da solidão que neblina meu ser...Rio de Janeiro,11/09/13. Diana Balis.

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=264924

Pertencer - 24Jun2018 00:37:23
Serei presença, até quanto você presenciar a espera.
Dedicado ao poeta maior...Foi-se com luz e brilha feito estrela.

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=264837

Raiz guardada pelo sol - 24Jun2018 00:37:23
Um belo quintal de frutas

Em recheio de mel

No doce que água cheio de vontades

Sorrindo no amanhecer da saudade.

O bloco descansou nas esquinas

E os confetes serviram a gentileza

A alegoria "empacou" na avenida

Ficando presa as emoções.

Ninguém resistiu quando o carro passou sem poetas.

As luzes e pessoas

Clareando o dia,

Enquanto mais um bloco passou na avenida.

Rio de Janeiro, 2 de março de 2014 , Diana Balis.


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=264836

Fantasias II - 24Jun2018 00:37:23
fantasias
Fantasias poemas

Quero realidade

Viajo planetas

Tens sagacidade

Um sorriso

Quer sorvete

Um olhar

Posta coragem

Vejo entre as frestas suas vontades...

Quer, não quer.

Por que são tantos os meninos

E se escondem entre os homens e verdades?



Diana Balis, Rio de Janeiro, 11 de fevereiro de 2014.


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263618

Mulher Predadora - 24Jun2018 00:37:23
Descanse o tigre que mora dentro de meu ser.

Abissal carisma e tremor.

Dorme, escute ,acue se necessário.

Nunca sofri demais em todo amanhecer

Com a fúria dos homens,

No desejo de vingança,

Fugi entre a relva e as pedras.

Corri como nunca gostei de escorregar.

Sorri, sofri e galopei para áreas externas onde à vida, mais olha a brisa passar...

Ouvi caminhos de estrelas no chão de vaga-lumes silenciar-se.

Engalfinhei muros pontiagudas e assim suei, sorri e dormi em paz.



Rio de Janeiro, 9 de fevereiro de 2014.

Diana Balis.

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263490

Ar puro - 24Jun2018 00:37:23
"Vem sediar a copa que existe em mim, repleta de ar puro.
Quero homenagear à sua noite.
Na escuridão do olhar, sem as estrelas que busco encontrar com você,
E toda a terra, necessária para fincar de vez as raízes, vem e ascende a pureza desse amor". Diana Balis. RJ 7/02/2014.

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263415

Obra Impressa - 24Jun2018 00:37:23
Uma página suave cai
O olhar água
A boca grave reclama
O amor vem lento
É brisa na tarde
Ardência de tempo
Cheia de lua
Vestida no aconchego
Desse traçado impresso.
Rio de Janeiro, 7 de fevereiro de 2014.
Diana Balis

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263413

Convite - 24Jun2018 00:37:23
Amigos estarei na rádio web nesse sábado através do programa
o músico, poeta e jornalista Anand Rao estará lendo poemas autorais, meus de Lilian Maial e Ivone Alves no sarau via facebook e internet.
Convido para ouvirem o programa e para assistir basta acessar

www.facebook.com/saraudoanandrao

Clique no curtir e no aplicativo Ustream Live e depois na tela da TV. Começa às 17 h.

Espero vocês por lá! Abraços

Diana Balis



Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263411

Pimenta-Malagueta - 24Jun2018 00:37:23
Fui jogar pimenta

E espantar o mal olhar

Uma brisa suave, vem tarde

No desejo de te encontrar

O novo visual é transparência

Contos de locais para conquistar

Congruências e desejos

Afetos em rompantes

Anedotas das Américas

Na prosa

Seja bom amante

Vou olhar o sorriso

Debulhar o encanto de seus contos

E vir embora,

Sem o bilhete de partida.





Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 2014, Diana Balis


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=263019

Filtro Solar - 24Jun2018 00:37:23
Filtro Solar

Rosto calado

Rompendo a aurora

O navio apita cedendo

Mar entre ondas

Atravessado à nado borboleta

Golpeia a espera

Beijos entre os iguais semblantes.

Amantes, nada acontece que seja ao acaso.

Rio de Janeiro, 1 de fevereiro de 2014, Diana Balis.

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=262941